AvaliaçõesNotícias

Avaliação: Impressões sobre a nova Nissan Frontier LE 2.3 biturbo

Torque Máximo andou na picape mexicana a diesel de 190 cv

Nissan (3)

A nova Nissan Frontier chama a atenção por onde passa. Isso é fato. A aparência forte da picape da quarta geração da marca japonesa não disfarça em nada. Ela se impõe de forma marcante e desperta curiosidades. Por dentro, a versão LE a diesel, única disponível no mercado traz excelente acabamento e com o pé no acelerador é que…….Espera ai!  Você vai saber o que achamos do motor da picape nas linhas seguintes deste texto.

Andamos na “bruta” da Nissan e sentimos o que é estar na direção de uma picape toda renovada e que chega ao mercado depois um bom tempo enfrentando a mesmice de mudanças estéticas de pouco efeitos. Era preciso mais, muito mais do que simples retoques para que a Frontier pudesse sonhar em beliscar uma boa fatia do mercado de picapes no Brasil.

Desta vez a coisa foi diferente. A Nissan Frontier recém-lançada no mercado é um outro produto, literalmente, e tem ingredientes para galgar alguns degraus na disputa com as picapes médias com a Chevrolet S10, a Toyota Hillux, a Ford Ranger, donas absolutas das vendas.

Nissan (7)

Nascida de uma nova plataforma, a nova picape da Nissan ganhou também um novo motor biturbo (um turbo para alta e outro para baixa pressão) 2.3 de 190 cv de potência e 45,9 kgfm de torque máximo. Sua eficiência resultou numa avalição com letra B no Inmetro.  O novo 2.3 de 16 válvulas pode ser menos, mas gera os mesmos 190 cv e 45,9 de torque  do antecessor 2.5.

Externamente, o visual da Frontier não oferece apenas robustez. Sua imagem forte mescla com linhas modernas que transmitem aparência cheia de refinamento. O capô apresenta vincos mais altos nas laterais e de dentro da cabine cria a sensação de uma picape alta e “poderosa”. De fato, tornou-se com essa nova geração.

A Nissan Frontier LE, que vem do México – a partir de 2018 começará a ser fabricada na Argentina – tem um generoso pacote de equipamentos, dentre os quais bancos dianteiros “Gravidade Zero”, com aquecimento ao toque do botão instalado no console central.

A tecnologia “Gravide zero”, desenvolvida em parceria com a NASA, promove o ajuste do banco de acordo com peso e postura da pessoa, na busca de mais conforto. O banco do motorista vem com ajustes elétricos. As travas e os vidros da Frontier são elétricos, mas somente o do motorista é “one touch”. O conjunto óptico é composto por faróis full LED e LEDs diurnos.

Na traseira, as lanternas redesenhadas ficaram mais harmoniosas com o desenho da tampa da caçamba, com aplique cromado e a indispensável câmera de ré. No para-choque estão fixados os sensores de estacionamento e os retrovisores trazem repetidores de direção, rebatimento elétrico e desembaçador.

Nissan (13)

Picape é para carregar carga também. Assim, a Frontier oferecer uma espaçosa caçamba com 1,52 m de comprimento e 1,56 de largura. Sua altura é de 47,3 cm. Ela conta com ganchos metálicos que se ajustam nas laterais e uma tomada de 12 Volts e protetor em material bastante resistente que protege a estrutura.

A suspensão traseira Fivelink, com múltiplos braços e molas helicoidais, foi introduzida na nova picape não só com o objetivo de oferecer conforto, principalmente aos passageiros do banco traseiro. Os desconfortos dos solavancos praticamente não existem mais. A nova suspensão favoreceu também na dirigibilidade, assim como as rodas de 16 polegadas.

Nissan (9)Com 190 cv e 45,9 kgfm em seu novo motor 2.3, a Nova Frontier adota também um novo câmbio automático com sete marchas, além de um sistema de tração 4×4 condizente com a proposta. Tudo isso e mais algumas coisas por R$ 166.700.

A Nissan Frontier se destaca também no acabamento interno, mesmo dom o uso de plástico duro no painel e portas. A cor preta das portas, bancos e painel faz uma combinação perfeita com as peças em acabamento prata e preto brilhante. O volante revestido em couro comtempla em sua base piloto automático e comandos de mídia, telefonia e computador de bordo. Os bancos também são em couro.

O computador de bordo, refletido na nova tela TFT, é bem simples e completa. Por ele, o motorista acompanha todo histórico de consumo. A partida é feita por botão, o ar-condicionado é dual zone com difusores de ar na traseira e os porta-copos disponíveis criam um ambiente mais prazeroso.

Nissan (14)

A Frontier conta ainda com cengral multimídia MultiApp, onde estão disponíveis vários aplicativos, como  Spotify e Waze, e o navegador GPS com mapas em 3D e dados de tráfego. Essa central de entretenimento vem com CD/DVD, duas entradas SD, duas USB e duas auxiliares. O painel do display tem 6,2 polegadas e é sensível ao toque, com HD interno de apenas 2GB para baixar aplicativos extras, músicas e fotos, além de Bluetooth e hotspot Wi-Fi.

Motor

Agora sim, vamos ao motor. Com injeção Common-Rail e comando de válvulas acionado por corrente, o novo propulsor 2.3 de 190 cv da Frontier traz também  sistema que recupera a carga da bateria em desacelerações, assim como bomba de óleo elétrica e variável. Esse último atua  reduzindo o desgaste do motor com lubrificação eficiente.

O motor 2.3 biturbo diesel da Nissan Frontier 2018 entrega 190 cv a 3.750 rpm e 45,9 kgfm a 2.500 rpm. Ele atua associado à nova transmissão automática de sete marchas com mudanças sequenciais. O conjunto oferece excelente performance e mostra que o fabricante acertou a mão. O resultado é uma picape que disponibiliza força, é ágil e responde rápido nas acelerações, mesmo em rotações baixas.

A direção é que se mostra um pouco pesada em manobras. O consumo obtido não fugiu ao informado pelo Inmetro, ficando na casa de 8,8 na cidade, enfrentando um calor descomunal que Goiânia viveu nos últimos dias. Na estrada, a economia surpreendeu. 13,7 litros, o que leva a picape a rodar cerca de 1.000 quilômetros com um taque de diesel.

A Nova Frontier 2018 é vendida na versão mais completa LE por R$ 166.700, preço  considerado competitivo em relação às picapes mais caras do mercado. A Chevrolet S10 High Country é vendia por R$ 175.990, a Toyota Hilux SRX por R$ 189.970, a Ford Ranger Limited 3.2 por R$ 185.190, a Mitsubishi L200 Triton HPE FTP por R$ 174.990 e a Amarok Highline Extreme por R$ 177.990.

Nissan (8)

Compartilhar:

Deixar um Comentário