Notícias

Curso forma a primeira turma de mulheres motoristas na Arábia Saudita

Ford oferece o curso que forma as primeiras condutoras sauditas

Mulheres não dirigem na Arábia Saudita. São proibidas. Aliás, eram.  A proibição para que o sexo feminino assuma direção de veículo naquele País do Oriente Médio está por um fio. É o fim de mais um episódio da desigualdade entre gêneros reinante na Arábia Saudita, único País do mundo que não dava direito às mulheres para dirigir.

Em junho próximo termina a proibição e as mulheres poderão, finalmente, se tornarem motoristas. É que um decreto do rei Salman bin Abdulaziz Al Saud, assegura às mulheres o direito de dirigir a partir de junho.

Apoiadora do movimento das mulheres sauditas pelo direito de dirigir, a Ford vai mais além do que isso e cria um curso de direção para as mulheres. Coincidindo com a comemoração do Dia Internacional da Mulher, a primeira turma está sendo realizada esta semana em parceria com a Universidade Effat para mulheres, em pistas fechadas do campus e com instrutores certificados.

 “A Ford foi criada com a crença de que a liberdade de locomoção impulsiona o progresso humano. Por isso, estamos honrados com a oportunidade de apoiar as mulheres na Arábia Saudita neste momento tão extraordinário e vê-las no banco do motorista”, disse Jim Vella, presidente do Ford Fund. “Nosso programa oferece treinamento e experiências que ajudarão as mulheres a se sentirem seguras e confiantes na direção.”

Usando sua experiência em iniciativas globais de educação para a segurança no trânsito, a Ford criou um programa focado na confiança das mulheres ao dirigir. Ele inclui conhecimentos técnicos básicos sobre o funcionamento dos automóveis, preparando-as para enfrentar o trânsito das ruas com segurança.

Mais de 250 estudantes da universidade já se inscreveram para o treinamento de quatro dias, que é dividido em quatro módulos básicos: Aprendendo sobre o seu Veículo, Distrações, Deficiências e Frenagem.

Haifa Jamalallail, presidente da Universidade Effat, destaca que a universidade é conhecida por sua educação inovadora, incentivando a mulher a assumir o seu lugar legítimo na sociedade e na força de trabalho. “Estamos orgulhosos dessa parceria com a Ford para garantir que nossas alunas também estejam preparadas para se tornar motoristas responsáveis”, disse.

Compartilhar:
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!