Notícias

Saiba quais são os 10 veículos mais roubados ou furtados em Goiás

No Estado, carros considerados populares, como Gol e HB20, encabeçam a lista da preferência dos ladrões

PicsArt_10-22-10.40.55

Volkswagen Gol, Hyundai HB20 e Toyota Corolla. Esses são os três carros mais roubados ou furtados em Goiás, segundo banco de dados da Superintendência Nacional de Seguros Privados (Susep), órgão ligado ao Ministério da Justiça. Nas próximas posições da lista estão Honda Civic, Fiat Palio, Volkswagen Voyage, Ford Fiesta, Fiat Uno, Volkswagen Fox e Chevrolet Onix. Por aqui, a lista de carros levados em ações criminosas se aproxima muito da lista nacional, se levados em consideração apenas veículos de passeio, cobertos por planos de seguro.
 
Em todo o Brasil, os carros com maior índice de roubo no Brasil figuram também no ranking de campeões de vendas. Entre os dez veículos listados como preferidos dos criminosos no país, quatro estão na lista dos mais vendidos, de acordo com o levantamento divulgado pela Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), divulgado em agosto último. Hyundai HB20, Volkswagen Gol, Renault Sandero e Toyota Corolla acumulam as posições tanto no ranking de preferidos pelos consumidores, como no ranking de carros mais levados pelos ladrões.
carros (1)

Volkswagen Gol e Hyundai HB20

A lista dos carros mais visados em Goiás é referente aos números absolutos de roubos e furtos registrados pelas seguradoras, utilizados para obtenção do Índice de Veículos Roubados (IVR), divulgados pela Susep. O IVR é o percentual que se faz apenas entre os carros protegidos por seguro divididos pelos furtos e roubos constatados nos sinistros encaminhados para as seguradoras. Os índices apresentados são apurados a partir das apólices vigentes e dos sinistros ocorridos, informados pelo mercado segurador no último envio semestral dos dados de seguro de automóveis.
“Se eu tiver dois carros de um modelo segurados e um for roubado, meu índice vai lá pro alto, 50%. Por outro lado, se eu tiver 100 unidades de outro modelo registradas e apenas duas forem levadas pelos ladrões, esse modelo me mostra só 2% no índice”, explica a corretora de seguros Karollyna Faria. Veículos com índices de roubo elevado geralmente têm seguros mais caros. “Apesar de outros fatores terem peso no preço da proteção, como perfil do motorista, endereço, trajeto mais comum, tipo de cobertura, o índice de roubo e furto do veículo é responsável por 50% do custo do seguro”, completa.
Toyota Corolla e Honda Civic

Toyota Corolla e Honda Civic

Levando em consideração o número de sinistros utilizado para obtenção do IVR em Goiás, a lista dos carros de passeio mais roubados ou furtados inclui ainda modelos como Fiat Grand Siena, Chevrolet Cruze, Ford Ka, Citroen Aircross, Chevrolet Celta, Chevrolet Corsa, Ford Eco Sport, Fiat Siena, Volkswagen Polo e Chevrolet Prisma. Se incluídos utilitários pickups e veículos de carga aparecem com destaque na lista a Volkswagen Saveiro, Chevrolet Montana, além das camionetes Volkswagen Amarok, Toyota Hilux, Nissan Frontier, Land Rever e Chevrolet S10, todos com índice de roubo elevado.
Combate ao comércio criminoso
Segundo informações divulgadas em novembro de 2016 pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), Goiás é o Estado com o maior índice proporcional de furtos e roubos de carros em todo o país. De acordo com a pesquisa, essa taxa é de 798 crimes para cada 100 mil veículos, à frente do Rio de Janeiro (775,8) e São Paulo (717). Os dados são em referência ao ano de 2015, em que foram furtados ou roubados 28.294 automóveis em Goiás. No entanto, nos últimos dois anos, o número de ocorrências tem sofrido considerável queda.
Fiat Palio e Volkswagen Voyage

Fiat Palio e Volkswagen Voyage

Segundo o delegado Adriano Costa, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), o trabalho estratégico da Polícia Civil goiana, em parceria com o trabalho sempre bem desempenhado pela Polícia Militar e pela Guarda Civil, tem afetado diretamente a criminalidade envolvendo veículos automotores. Essa atuação fez com que o número de roubos e furtos na Grande Goiânia fosse reduzido em cerca de dois terços nos últimos dois anos.
 
De acordo com o delegado, a ação da polícia investigativa passou a analisar a participação de todos os atores envolvidos em tal contexto, principalmente aqueles criminosos que fazem com que o objeto roubado ou furtado vire dinheiro vivo. Costa explica que, além do marginal que pratica diretamente o roubo ou furto, ou aquele que compra o veículo produto de crime, qualificado como receptador, a Polícia Civil agora atua um pouco além. “Temos prendido muitos falsários, que dão aparência de licitude ao veículo roubado”, explica.
Ford Fiesta e Fiat Uno

Ford Fiesta e Fiat Uno

Essa lógica, segundo o delegado, tem desestimulado esse tipo de prática criminosa. “Hoje, o bandido rouba e está tendo dificuldades para vender o veículo que roubou, porque esse mercado, de ponta-a-ponta, vem sendo alvo de ações da Polícia Civil”, considera. Para Adriano, por conta da dificuldade em conseguir placas, documentos frios ou mesmo realizar a adulteração dos sinais de identificação dos automóveis, esses veículos acabam sendo abandonados e facilmente recuperados. 
 
A população, de acordo com o delegado, tem desempenhado importante papel nesse processo de recuperação, pois é a sociedade que vem denunciando onde esses veículos roubados estão estacionados à espera de uma placa falsa, procedimento cada vez mais difícil de ser realizado. “As pessoas identificam veículos estranhos parados em determinados locais e informam as forças de segurança. Por conta da dificuldade de adulterar esse carro, ele acaba ficando muito tempo esfriando, facilitando a localização do bem”, diz.
Volkswagen Fox e Chevrolet Onix

Volkswagen Fox e Chevrolet Onix

Para Adriano, a prisão de mais atores envolvidos no ciclo econômico da mecância de carros roubados, somada à participação da sociedade, que tem denunciado quando avista um veículo diferente parado por muito tempo no local, tem gerado um resultado bastante positivo. “O bandido não consegue providenciar documento ou placa fria a tempo”, explica. “O plano era conseguir atrapalhar esse processo de venda do carro, o que, por consequência, reduziria o índice de criminalidade. Pelo que vislumbramos até o momento, estamos conseguindo implementar”, conclui.

Lista dos 10 mais visados em Goiás

1 – Gol
2 – HB20
3 – Corolla
4 – Honda Civic
5 – Palio
6 – Voyage
7 – Fiesta
8 – Uno
9 – Fox
10 – Onix

Fotos: Google

Compartilhar:
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!